Comandante do paquete Costa Concordia condenado a 16 anos de prisão efetiva

Comandante do paquete Costa Concordia condenado a 16 anos de prisão efetiva

 

LUSA/AO Online   Internacional   13 de Mai de 2017, 13:41

A última instância judicial italiana confirmou hoje a condenação a 16 anos de prisão a Francesco Schettino, antigo comandante do paquete Costa Concordia, pela sua responsabilidade no naufrágio que causou 32 mortos, em 2012, anunciaram os seus advogados.

Schettino, que foi chamado pelos meios de comunicação como “comandante cobarde”, por ter abandonado o navio de cruzeiros em plena operação de evacuação e salvamento dos passageiros, foi condenado em fevereiro de 2015 a 16 anos de prisão efetiva pelos homicídios, abandono do navio e naufrágio, numa pena que foi confirmada por um tribunal de recurso em maio de 2016. A decisão de confirmar a sentença foi hoje tomada pelo Tribunal de Cassação italiano, com sede em Roma.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.