Polícia

Comandante da PSP de Viseu critica "exagerado número" de sindicatos

Comandante da PSP de Viseu critica "exagerado número" de sindicatos

 

Lusa / AO online   Nacional   11 de Jan de 2010, 14:33

O comandante da PSP de Viseu, Serafim Tavares, criticou o "exagerado número de sindicatos" nesta força de segurança, tendo o ministro da Administração Interna, Rui Pereira, apelado ao "sentido de responsabilidade" dos sindicalistas.
Ao intervir na sessão comemorativa do 133.º aniversário do Comando Distrital da PSP - onde se encontrava o ministro da Administração Interna, Rui Pereira, e o director nacional da PSP, Oliveira Pereira -, Serafim Tavares considerou "imprescindível que a Lei 14/2001 sofra as adequadas alterações, para que o sindicalismo tenha outra transparência".

"Temos um número exagerado de sindicatos. Em média, 50 elementos estão dispensados do serviço todos os dias", criticou, defendendo ser necessário "repensar a actividade sindical" nesta polícia.

Na Polícia de Segurança Pública (PSP) existem nove sindicatos, sendo o maioritário a Associação Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP).

Serafim Tavares contou que "as folgas sindicais que deviam ser utilizadas para esse efeito são amiudadas vezes usadas em períodos do dia nada consentâneos com aqueles propósitos e em alturas de maior necessidade operacional, o que faz levantar, obviamente, críticas veladas a tais comportamentos".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.