Venezuela

Colômbia denuncia que as FARC treinam etarras e iranianos na Venezuela


 

Lusa / AO online   Internacional   20 de Mai de 2010, 11:58

O Departamento de Administração e Serviços colombiano divulgou um relatório denunciando a presença de membros do grupo terrorista espanhol ETA e “alguns grupos iranianos” em centros de treino da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia na Venezuela.
O relatório, citado pelo jornal colombiano “El Espectador”, denuncia que nos municípios venezuelanos de Rómulo Gallegos, Pedro Camejo e Munõz, as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), “se abastecem de equipamentos de comunicação e armas” e coordenam centros de treino de civis.

“Nesses centros localizados em Apure, Maturín, Monágas, Arágua, Santa Cruz de Arágua e na periferia de Maracay, estariam membros do grupo terrorista basco ETA e também alguns grupos de iranianos, com membros da Frente 59 das FARC”, revelou o jornal, citando o relatório do DAS (Departamento de Administração e Serviços colombiano).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.