Coleção de arte do historiador José Hermano Saraiva vai a leilão

Coleção de arte do historiador José Hermano Saraiva vai a leilão

 

Lusa/AO online   Cultura e Social   8 de Mar de 2018, 14:04

A coleção de arte do historiador José Hermano Saraiva (1919—2012), com 840 lotes, vai ser leiloada entre os dias 21 e 23 de março, pelo Palácio do Correio Velho, em Lisboa, foi esta quinta-feira anunciado.

De acordo com a leiloeira, as peças irão à praça com valores entre os 10 euros e os 20.000 euros, e estarão expostas entre 18 e 19 de março.

José Hermano Saraiva, historiador, professor universitário, advogado, ministro da Educação do Governo de Marcello Caetano, de 1968 a 1970, ficou conhecido pelos programas, que apresentou durante anos na televisão pública, com descrições de episódios da História de Portugal, associados ao património do país.

Entre as peças que vão ser leiloadas, há uma escultura portuguesa representando as “Santas Mães com Menino Jesus ao colo”, do século XVIII, em madeira estofada, dourada e policromada, e um par de capitéis romanos da ordem Coríntia, em pedra calcária, possivelmente do I ou II século d.C.

Também uma escultura em barro de Rafael Bordallo Pinheiro (1846-1905), da Fábrica de Faiança Caldas da Rainha, datada de 1896, um painel de azulejos portugueses de padrão, do século XVII, em tons de amarelo, azul e branco, composto por 60 azulejos, em suporte de madeira, serão leiloados.

De acordo com o Palácio do Correio Velho, o historiador, que morreu aos 92 anos, reuniu uma coleção de arte eclética, na qual se encontram objetos arqueológicos, romanos, escultura, talha e pintura de cariz religioso, sobretudo dos séculos XVI e XVII.

Bibliófilo, José Hermano Saraiva organizou uma vasta e temática biblioteca onde estudava e se preparava para as suas lições e programas na televisão.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.