Açores/Eleições

Coesão é desígnio do PS

Coesão é desígnio do PS

 

Lusa/AO Online   Regional   4 de Out de 2016, 06:21

O líder do PS/Açores disse que a coesão do arquipélago é um desígnio do partido, desafiou todas as ilhas a trazer algo para o todo o regional e anunciou um programa de apoio à mobilidade elétrica.

 

Num jantar comício em Santa Cruz da Graciosa, ilha do grupo central do arquipélago, Vasco Cordeiro apontou as medidas de apoio ao investimento, de criação de infraestruturas ou de respostas sociais com as quais se constrói a coesão regional.

“É isso que também consideramos essencial que deve continuar a ser feito, no sentido de cada vez mais, qualquer açoriano viva ele onde viver ter acesso na sua infância, na sua juventude ou em fases mais adiantadas da vida aos mesmos serviços, aos mesmos apoios, à mesma dignidade, aos mesmos direitos”, declarou o cabeça de lista pelo círculo de São Miguel e recandidato à presidência do executivo açoriano nas eleições regionais de 16 de outubro.

Para o candidato, “isso é fundamental” para ter “uma região coesa como é o desígnio do PS”, considerando, por outro lado, que “esta ideia de coesão concretiza-se também desafiando cada uma das ilhas a trazer algo para o todo regional”.

“Se há coisa que durante estes quatro anos eu comprovei e tenho a certeza é que todas as ilhas da nossa região têm também algo a dar ao todo regional”, declarou, para depois apontar um “desafio transversal” a vários setores da economia e da sociedade que é o da eficiência energética.

Segundo Vasco Cordeiro, “nesta matéria é a Graciosa que tem a liderança em termos regionais” que o PS quer “aproveitar para, na próxima legislatura, poder reforçar esse contributo que a ilha dá ao desenvolvimento dessa área de vanguarda” para a região.

“Pretendemos, a partir da ilha Graciosa, lançar na próxima legislatura, no próximo governo, um ambicioso programa de apoio à mobilidade elétrica à volta de três pilares fundamentais”, adiantou o líder do PS/Açores, referindo que a iniciativa passa por abranger as viaturas da administração regional, em segundo lugar as viaturas de transporte coletivo de passageiros e, depois, as viaturas privadas.

Para Vasco Cordeiro, este programa vai permitir a redução de custos para as famílias e empresas na aquisição de combustíveis, “melhorar o equilíbrio global de consumo de energia” na região e “contribuir para um bom ambiente, diminuindo as emissões de CO2 e melhorando a performance ambiental no setor dos transportes”.

“Este é um dos exemplos práticos pelos quais se pode ver que todas as ilhas têm algo a trazer e a contribuir para o todo regional”, acrescentou o candidato socialista.

Para as eleições regionais estão inscritos cerca de 228 mil eleitores que vão escolher os 57 deputados à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para os próximos quatro anos.

De acordo com os resultados das eleições, o Representante da República nomeia depois o presidente do Governo Regional que, por sua vez, propõe os membros do executivo.

Nas últimas eleições regionais, realizadas a 14 de outubro de 2012, o PS venceu com maioria absoluta e elegeu 31 deputados, seguido do PSD, com 20 mandatos e CDS-PP com três. BE, CDU e PPM elegeram um parlamentar cada.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.