CNE considerou dia de eleições "normal"

 CNE considerou dia de eleições "normal"

 

Lusa/AO online   Nacional   1 de Out de 2017, 19:12

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) recebeu durante o dia de hoje cerca de 1500 pedidos de esclarecimentos e queixas, o que considerou normal para um dia de eleições autárquicas.

Segundo o porta-voz da CNE, João Tiago Machado, trataram-se sobretudo de pedidos de esclarecimento e de recomendações, mais do que queixas, que chegaram através do telefone, mas também por email.

“É o normal num dia de eleições, sobretudo quando são eleições autárquicas. Portanto, no cômputo geral, pode-se dizer que, agora que já fecharam as urnas no Continente, correu tudo bem, na generalidade”, disse o porta-voz.

De acordo com a mesma fonte, houve alguns casos pontuais, como queixas devido a intervenções de presidentes de Junta, que são recandidatos “e que estão nas assembleias de voto e andam por ali a fazer coisas que não deviam”, expondo-se para que os eleitores o vejam.

Verificaram-se também “os casos de uma assembleia de voto onde houve queixa, porque as urnas não estavam seladas, e outro em que houve substituição do edital dos membros da mesa”.

“Portanto, as pessoas, que chegaram antes das 08:00 para assumir as suas funções na mesa, e viram visto que os editais foram trocados, pelo que foram substituídos na mesa. Foram casos pontuais. Vão ter todos o seu tratamento”, sublinhou.

As urnas para as eleições autárquicas fecharam hoje às 19:00 em todo o território continental e na Madeira, encerrando nos Açores uma hora depois, devido à diferença horária.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.