Síria

Cinco fações aceitam iniciativa humanitária da ONU em Alepo

 Cinco fações aceitam iniciativa humanitária da ONU em Alepo

 

Lusa/AO Online   Internacional   21 de Nov de 2016, 06:30

Cinco fações sírias, incluindo algumas das mais importantes da cidade de Alepo, no norte do país, aceitaram uma iniciativa humanitária da ONU.

Em comunicado, as organizações da oposição indicam aprovar o plano de quatro pontos da ONU, que inclui um cessar-fogo, e manifestam a sua disponibilidade para o aplicar.

Essa iniciativa do enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, prevê, além de um cessar-fogo e o fim dos bombardeamentos, a saída dos combatentes da Frente da Conquista do Levante (ex-Frente al-Nusra ligada à Al-Qaida) de Alepo e a entrega de ajuda humanitária no leste e oeste daquela localidade.

No seu comunicado, as fações denunciaram que são os civis – e não elas – o alvo da ofensiva das forças governamentais em Alepo, as quais atacaram casas, escolas e hospitais.

Segundo os grupos, se o plano das Nações Unidas for implementado “de forma precisa e completa” levará ajuda humanitária e assistência aos bairros afetados do leste de Alepo, cercados pelo exército e nas mãos dos rebeldes.

Além disso, apontaram que a Rússia e o regime sírio bloqueiam a aplicação da referida iniciativa.

No domingo, o emissário das Nações Unidas esteve reunido com o ministro dos Negócios Estrangeiros da Síria confirmando que este rejeitou a sua proposta de estabelecer uma administração autónoma por parte dos rebeldes sobre os bairros que controlam em Alepo.

Segundo o chefe da diplomacia síria, essa iniciativa “desafia a soberania do território sírio e recompensa os terroristas”.

Os ataques contra o leste de Alepo foram retomados no passado dia 15, depois de mais de três semanas de interrupção.

Entre terça-feira e sábado, pelo menos 180 pessoas morreram na sequência de ataques aéreos e de artilharia nos bairros orientais da cidade, segundo dados do Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.