Cinco anos de prisão por roubo a duas funcionárias de supermercado em Valença

Cinco anos de prisão por roubo a duas funcionárias de supermercado em Valença

 

Lusa/Açoriano Oriental   Nacional   18 de Jul de 2017, 12:54

O Tribunal de Vila do Conde condenou quatro homens a penas de prisão superiores a cinco anos pelo roubo de mais de 11 mil euros a duas funcionárias de um supermercado de Valença, ocorrido em junho de 2016.

 

Segundo informação hoje disponibilizada na página da Internet da Procuradoria-Geral Distrital do Porto, no mesmo processo foi ainda condenada uma mulher, mas com pena suspensa.

Os factos remontam a 20 de junho de 2016, pelas 10:30, quando duas funcionárias do supermercado Froiz, de Valença, saíam do estabelecimento, de automóvel, para procederem ao depósito bancário de 11.498 euros.

O tribunal considerou provado que os arguidos estudaram "minuciosamente" as rotinas das funcionárias do supermercado.

No dia dos factos, "encurralaram" com os seus veículos automóveis a viatura em que as funcionárias do hipermercado se faziam transportavam e partiram os vidros das portas da frente com pancadas das coronhas das espingardas caçadeiras que empunhavam.

Apontaram as espingardas às funcionárias, apontando-lhas, forçando-as assim a entregarem-lhes o dinheiro que transportavam.

Os arguidos foram condenados pela prática, em coautoria, de dois crimes de roubo agravado e de um crime de detenção de arma proibida.

Um dos arguidos "apanhou" cinco anos e 10 meses de prisão.

Outros três foram condenados a cinco anos e dois meses.

A mulher foi condenada a quatro anos e três meses de prisão, com pena suspensa, mas sujeita a regime de prova, devendo a arguida obedecer a um plano individual de readaptação social.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.