Mau tempo

Cimento e produtos alimentares podem falhar em algumas ilhas

Cimento e produtos alimentares podem falhar em algumas ilhas

 

Lusa/AO online   Regional   10 de Dez de 2010, 14:44

A falta de cimento e produtos alimentares pode acontecer em breve em algumas ilhas do Grupo Central dos Açores devido ao cancelamento do transporte marítimo de mercadorias originado pelo mau tempo que se tem feito sentir nos últimos dias.
A empresa de transporte marítimo 'Graciosense', que assegura a ligação entre as ilhas do Grupo Central (Terceira, Graciosa, S. Jorge, Pico e Faial), não opera desde 1 de Dezembro devido à ondulação e ao vento forte, mas também por causa da inoperacionalidade no interior do Porto da Praia da Vitória, na Terceira.

O administrador da empresa, Francisco Bórgia, disse que a ondulação forte de norte “impediu a operacionalidade” no Porto da Praia da Vitória, que serve de base às ligações para as restantes ilhas do Grupo Central.

Segundo este responsável, a ondulação e o vento forte que se tem feito sentir em toda a região também dificultaram a operação entre as ilhas do arquipélago, obrigando a frota da 'Graciosense' a procurar abrigo no Porto de Pipas, em Angra do Heroísmo, na Terceira.

No Grupo Ocidental, o Corvo não recebe reabastecimento de mercadorias há mais de duas semanas, mas ainda não regista uma ruptura de bens essenciais.

Uma fonte da autarquia local disse a que ainda não há falta de combustíveis na ilha, como era frequente no passado, porque existe uma reserva para situações como esta.

A fonte alertou, no entanto, que já começam a escassear produtos frescos, como fruta e iogurtes.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.