Cimeira da Nato traz cinco mil pessoas a Lisboa


 

Lusa/AO On line   Nacional   5 de Nov de 2010, 05:52

A NATO conta que entre 19 e 20 de novembro deverão estar em Lisboa mais de 5000 pessoas, entre jornalistas e delegações oficiais, para participar na cimeira de chefes de Estado e de Governo.

Como é habitual nas cimeiras internacionais de chefes de Estado e de Governo, a maior comitiva de todas será a dos jornalistas.

De acordo com um responsável da Aliança Atlântica, até ao final do período de acreditações para a cimeira de Lisboa, que termina a 15 de novembro, deverão estar inscritos “não menos de 2000 jornalistas”.

Ao nível das delegações oficiais, os Estados Unidos da América representam quase um terço do total dos presentes, sendo previsível que a acompanhar o presidente dos EUA, Barack Obama, estejam entre “800 a 1000 pessoas”, entre responsáveis políticos, diplomatas, adjuntos e elementos dos serviços de informações e de segurança.

Bastante mais abaixo, países como a Alemanha deverão marcar presença com comitivas de pouco mais de 100 pessoas, tal como a Turquia, que deverá rondar as 80.

Para além dos 28 países-membros da NATO, estarão em Lisboa delegações de várias organizações internacionais, como a União Europeia ou as Nações Unidas, para além dos países parceiros.

A duas semanas do início da cimeira de Lisboa, o centro de operações de média da Aliança Atlântica já registou acreditações de jornalistas de 61 países.

De acordo com um responsável da organização, uma das principais novidades para esta cimeira de revisão do conceito estratégico é a grande diversidade de origens dos jornalistas, com países como a China, a Mongólia, a Austrália ou a Índia já com várias acreditações.

Como país anfitrião, Portugal irá registar um grande número de jornalistas acreditados: nas últimas cimeiras principais da Aliança, em Istambul, Bucareste ou Estrasburgo/Kehl, no ano passado, a média andava em três, neste momento já estão credenciados “mais de 200”.

Segundo a NATO, a sala de imprensa na FIL terá 900 lugares sentados e todas as conferências de imprensa e eventos públicos durante a cimeira serão transmitidos via Internet, pelo canal televisivo online da organização.

Para dia 15 de novembro, o secretário geral da NATO tem agendada uma conferência de imprensa em Bruxelas para fazer uma antecipação da cimeira.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.