Chuva afasta peregrinos de negócios que rodeiam Santuário de Fátima

Chuva afasta peregrinos de negócios que rodeiam Santuário de Fátima

 

Lusa/AO online   Nacional   12 de Mai de 2016, 12:05

A chuva parece estar a afastar a clientela dos inúmeros negócios que rodeiam o Santuário de Fátima, mas a visita do papa Francisco, agendada para 2017, anima os empresários locais, confiantes em melhores dias.

 

Por volta das 10:30, as lojas nas laterais do Santuário, que recebe hoje e na sexta-feira a peregrinação internacional, 99 anos depois das aparições, registavam poucos clientes e as queixas dos proprietários iam avolumando-se, apesar da crença em negócios mais lucrativos para 2017.

Há 25 anos numa das lojas de artigos religiosos e outros, Lúcia Silva contou à agência Lusa que os clientes, como passam “apressados”, por “causa da chuva”, não têm permitido grande negócio.

“Está fraquinho. A chuva atrapalha muito o negócio”, disse a comerciante, que garante que a visita do papa Francisco vai animar a cidade de Fátima em 2017.

O papa Francisco “preenche muito as pessoas e tem superado todas as expectativas”, argumentou.

Florinda Neves, que também se dedica à venda de artigos religiosos, lamentou o “tempo mau” e a “pouca gente que tem aparecido”.

“Muitos já vieram, pagaram a promessa e foram embora. E a crise está cada vez mais acentuada”, disse à Lusa Florinda Neves, também esperançada na recuperação económica com a visita do papa Francisco.

A comerciante diz ainda que as pessoas “só compram ‘coisitas’ de um euro, 50 cêntimos”.

“Coisas para cima de cinco euros já são consideradas caras”, lamentou.

Mais animado estava José Gonçalves, que assume que o seu restaurante/café regista uma melhoria de “500%” em comparação com um “dia normal”.

“Está a correr bem, acaba por ser sempre igual. Apesar disso, este ano, como a peregrinação se cola ao fim de semana, as pessoas acabam por vir mais repartidas”.

E para o ano, com o papa Francisco? “Vai ser o fim do mundo”.

O cardeal patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, preside hoje e na sexta-feira à peregrinação internacional que decorre no Santuário de Fátima e que celebra o 99.º aniversário das aparições.

Em 2017, ano em que se comemora o centenário das aparições, é esperada a presença em Fátima do papa Francisco.

"O meu espírito alegra-se em Deus, meu Salvador" é o tema desta peregrinação que, além das habituais cerimónias litúrgicas, inclui o acolhimento da imagem da Virgem Peregrina - que viajou ao longo de um ano pelas 21 dioceses portuguesas do continente e ilhas, conventos e mosteiros de clausura - e a consagração dessas mesmas dioceses a Nossa Senhora de Fátima.

A peregrinação abre oficialmente hoje na Capelinha das Aparições, com uma saudação a Nossa Senhora e aos peregrinos, agendada para as 18:30. Pelas 21:30, no recinto do Santuário, decorre o rosário, seguido da Procissão das Velas, após a qual o cardeal patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, preside à missa no novo altar.

Na sexta-feira, 13 de maio, a celebração final começa às 09:00, com o rosário na Capelinha das Aparições. Segue-se, às 10:00, a procissão para o altar, missa, a tradicional bênção dos doentes, consagração e procissão do adeus.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.