Chineses assinam hoje acordo que os torna os maiores acionistas da elétrica

Chineses assinam hoje acordo que os torna os maiores acionistas da elétrica

 

Lusa/AO Online   Economia   30 de Dez de 2011, 06:50

A China Three Gorges assina hoje o acordo para a compra da participação do Estado de 21,35 por cento do capital da elétrica, por 2,7 mil milhões de euros, tornando-se na maior acionista da empresa.

A assinatura do acordo entre a elétrica chinesa e a Parpública, empresa gestora de participações públicas, realiza-se às 10:30, no salão nobre do Ministério das Finanças, estando também prevista a celebração do acordo estratégico com a EDP.

A China Three Gorges, que venceu o concurso internacional para a aquisição da participação do Estado português na EDP, estará representada ao mais alto nível pelo presidente, Cao Guangjing, e pelo vice-presidente executivo, Lin Chuxue.

Depois do acordo firmado, os representantes da elétrica chinesa, que oferecem um pacote de contrapartidas pela entrada na EDP de mais seis mil milhões de euros, deverão ser recebidos pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, conforme adiantou à Lusa fonte oficial de São Bento.

À tarde, a comitiva chinesa, que chegou a Portugal na quarta-feira à noite, promove uma conferência de imprensa para abordar os objetivos da sua primeira aquisição na Europa.

Já na quinta-feira, o presidente da China Three Gorges, Cao Guangjing, reuniu-se com o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, e com o secretário de Estado da Energia, Henrique Gomes, declarando à chegada ao ministério da Economia que há um "novo futuro" para a elétrica liderada por António Mexia, gestor que deverá continuar à frente da EDP.

A venda da participação pública na EDP foi anunciada pelo Governo português na passada quinta-feira, vencendo as propostas da alemã E-On e das brasileiras Eletrobras e Cemig.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.