China sobe taxas de juro pela segunda vez em dois meses


 

Lusa / AO online   Economia   26 de Dez de 2010, 12:18

A China aumentou as taxas de juro 0,25 pontos percentuais no fim-de-semana, pela segunda vez em apenas dois meses, para tentar conter a inflação.

A partir de hoje, os juros anuais dos empréstimos e dos depósitos subiram para 5,81 por cento e 2,75 por cento, respetivamente, indicou o Banco Popular da China (banco central).

Em outubro passado, pela primeira vez em quase três anos, o banco central chinês tinha aumentou as taxas de juro 0,25 pontos percentuais.

Uma economista citada pela agência noticiosa oficial chinesa disse que as taxas de juro deverão voltar a subir em 2011 e, desta vez, 0,75 pontos percentuais.

O índice de preços no consumidor na China - um dos principais indicadores da inflação - subiu em novembro 5,1 por cento, o valor mais alto dos últimos 28 meses e 2,1 pontos acima da meta fixada pelo governo para 2010.

Segunda maior economia do mundo, logo a seguir aos Estados Unidos, a China deverá crescer este ano cerca de 10 por cento.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.