China confiante que conversações vão permitir reconciliação entre as Coreias

China confiante que conversações vão permitir reconciliação entre as Coreias

 

Lusa/AO online   Internacional   9 de Jan de 2018, 09:11

A China disse hoje estar confiante que as conversações de alto nível entre as duas Coreias, as primeiras desde 2015, vão permitir a reconciliação e ajudar a melhorar as relações entre Pyongyang e Seul.

“Esperamos que estas conversações sejam um bom começo para melhorar as relações entre as duas Coreias e promover a reconciliação e cooperação”, afirmou o porta-voz da diplomacia chinesa, Lu Kang, em conferência de imprensa.

As afirmações de Lu foram feitas pouco depois do início do encontro em Panmunjom, aldeia fronteiriça onde foi assinado o armistício da Guerra da Coreia (1950-53).

Segundo a agência espanhola EFE, o ministério de Unificação do Sul informou que a Coreia do Norte enviará uma delegação de representantes do seu Governo aos Jogos Olímpicos de Inverno, que se celebram em fevereiro, na cidade sul-coreana de PyeongChang.

“Estamos contentes de ver que se mantêm estas conversações de alto nível entre ambas as partes”, destacou o porta-voz chinês, afirmando estar confiante numa redução das tensões na península.

Lu pediu ainda à comunidade internacional que proporcione mais apoio e compreensão, face aos esforços realizados por Pyongyang e Seul, visando reduzir a tensão regional.

No ano passado, os sucessivos ensaios nucleares do regime de Kim Jong-un e a retórica beligerante de Trump elevaram a tensão para níveis inéditos desde o fim da Guerra da Coreia (1950-1953).

A reunião ocorre depois de Kim ter agradecido, nos seus votos de ano novo, a predisposição demonstrada pelo presidente sul-coreano, Moon Jae-in, para o diálogo, e ter expressado o desejo de enviar uma delegação aos Jogos de PyeongChang.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.