Cheias na China já causaram mais de 800 mortes


 

Lusa / AO online   Internacional   27 de Jul de 2010, 11:47

As cheias na China, as piores desde 1998, já causaram este ano 823 mortes e 437 pessoas estão desaparecidas, informaram esta terça-feira as autoridades.
De acordo com a agência de notícias oficial chinesa Nova China, as perdas económicas decorrentes das cheias atingem os 17 482 milhões de euros, mais do dobro do que em qualquer outro ano desde 2000.

A chuva vai continuar a cair nos próximos dias nas regiões centro e sul da China, de acordo com as últimas previsões meteorológicas, pelo que aquelas encontram-se em risco de sofrer mais inundações.

Mais de 370 mil militares foram mobilizados para reforçar os trabalhos de prevenção das inundações em oito províncias chinesas ao largo dos principais rios do país.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.