Chegada das "low cost" aos Açores coincide com abertura de novos hotéis

Chegada das "low cost"  aos Açores coincide com abertura de novos hotéis

 

Lusa/AO Online   Regional   24 de Mar de 2015, 08:13

O início da operação das companhias aéreas de baixo custo nos Açores coincide com a abertura de várias unidades hoteleiras na ilha de S. Miguel, um aumento da capacidade de alojamento aceite com naturalidade pelos hoteleiros.

“Temos o (hotel) das Furnas (SPA), temos outro na cidade de Ponta Delgada, o hotel de charme, temos algumas unidades fechadas, mas que tradicionalmente reabrem quando é época de maior procura”, afirmou o delegado nos Açores da Associação de Hotelaria de Portugal (AHP), Humberto Pavão, em declarações à Agência Lusa.

A partir de 29 de março, as ligações entre duas ilhas dos Açores (São Miguel e Terceira) e o continente passam a ser liberalizadas, o que vai levar à entrada na região de duas companhias aéreas de baixo custo (Raynair e easyjet), que vão voar, para já, apenas para S. Miguel.

Humberto Pavão disse, ainda, que existem vários projetos para 'hostels' na Câmara Municipal de Ponta Delgada, um conceito moderno de alojamento a baixo custo que surgiu na cidade em 2013, mas que padece de falta de regulamentação.

“Pode haver muito boa qualidade e já existem alguns [hotels] aqui em Ponta Delgada e mesmo na Terceira de alguma qualidade, mas em termos de legislação é uma área muito cinzenta. Não há grandes regulamentações que obriguem a certas exigências que os clientes procuram”, referiu Humberto Pavão.

Segundo disse Humberto Pavão, na cidade de Ponta Delgada existem atualmente cerca de 2.500 camas e “há capacidade” para existiram “mais umas quantas”, dado o previsível aumento do número de turistas com a abertura do mercado aéreo às companhias de baixo custo.

“Desde que não seja dez hotéis a abrir por ano tudo bem. Agora se abrir um ou dois por ano nós temos capacidade”, afirmou o delegado nos Açores da AHP, salientando que a abertura de novos hotéis significa que "o mercado está a funcionar".

Além das estreantes Raynair e easyJet, continuam a voar para o aeroporto João Paulo II, em Ponta Delgada, nos Açores, as transportadoras aéreas portuguesas SATA e TAP.

A TAP anunciou que a partir de 29 de março abandona as rotas do Faial e Pico, passando a voar diariamente para a Terceira e S. Miguel.

A SATA continuará a assegurar ligações entre o continente e todos os aeroportos dos Açores com ligações ao exterior do arquipélago (S. Miguel, Santa Maria, Terceira, Pico e Faial).

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.