PSP

Chefes da PSP reúnem-se sexta-feira para exigir a promoção de 400 colegas

Chefes da PSP reúnem-se sexta-feira para exigir a promoção de 400 colegas

 

Lusa/AO online   Nacional   9 de Dez de 2010, 16:52

Os chefes da PSP reúnem-se sexta-feira num jantar em Matosinhos para exigir que a Direcção Nacional da corporação promova cerca de 400 polícias deste escalão à categoria de chefe principal, disse fonte sindical.
A PSP tem actualmente 2600 polícias nas chefias, 400 dos quais “já deviam estar na função de chefe principal desde o princípio do ano”, juntando-se aos 70 que têm efectivamente essa categoria, disse o presidente do Sindicato Nacional da Carreira de Chefes da PSP, Manuel Gouveia.

“Neste momento, a PSP tem 500 e tal departamentos que exigem um chefe principal, mas a corporação só tem 70 agentes com essa categoria”, explicou o dirigente sindical, adiantando que a diferença salarial ronda os 200 euros.

Manuel Gouveia defendeu ainda a criação de uma categoria de subchefe como forma de “motivar” os profissionais de polícia do escalão intermédio.

“Se nos oficiais há seis postos, não entendemos por que é que há apenas dois nas chefias. Estamos no meio da estrutura hierárquica. Se tivermos os chefes desmotivados, não há boa coordenação e não é isso que queremos”, observou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.