‘Chef’ Chakall em duelo gastronómico com ingredientes “made in azores”

‘Chef’ Chakall em duelo gastronómico com ingredientes “made in azores”

 

Lusa/AO online   Regional   20 de Fev de 2018, 17:15

Um menu de cinco pratos é o que o ‘chef’ Chakall apresenta sexta-feira num duelo gastronómico com ingredientes dos Açores, num restaurante local, usando o peixe, carne e licores, sem deixar de fora o ananás.

Natural de Tigre, em Buenos Aires, o chefe pretende utilizar o peixe menos usado na gastronomia dos Açores como a cavala, bem como os legumes típicos, a par do inhame e batata doce, tubérculos que utiliza nos seus restaurantes no país e no exterior.

Chakall não está pela primeira perante os produtos açorianos, “conhecendo bem” as nove ilhas do arquipélago, utilizando mesmo nos seus restaurantes, na confeção dos pratos, o inhame, licor de maracujá, a par do ananás, bem como a carne de bovino, que lamenta não chegar nas quantidades desejadas a Lisboa.

O cozinheiro considera que esta é uma experiência especial nas ilhas vulcânicas açorianas, um “lugar virgem, único no mundo, no meio do Atlântico”, o que se traduz numa influência “muito forte” sobre os produtos, que “são puros”, uma vez que o “ar não se encontra contaminado”.

Como consumidor, Chakall não dispensa o bife local: ”Quando chego aos Açores a primeira coisa que faço é comer o bife regional, mas uma dose completa, não quero meia dose”.

Aprecia também as espécies de peixe goraz e a cavala, mas o seu produto favorito nos Açores são as cracas, que já consumiu nas ilhas Terceira e São Miguel, considerando que este é um produto único mesmo, tendo sido o “grande descobrimento” para alguém que viaja pelo mundo inteiro e que com o qual, na qualidade de cozinheiro, foi surpreendido.

O cozinheiro, que vem aos Açores a convite do Botequim Açoriano, que celebra o seu segundo aniversário, vai cozinhar num duelo com a 'chef' daquele restaurante.

Na sua página do 'Facebook', Chakall refere que “o desafio foi lançado e não pude resistir”, que vai estar com os seus “amigos açorianos” e “ter a oportunidade de escolher os melhores e mais frescos produtos dos Açores, bem como preparar algumas receitas”, revelando estar "ansioso".

Ruben Correia, proprietário do restaurante Botequim Açoriano, pretende promover mais eventos do género com outros 'chefs' com estrela Michelin, pretendendo dar-lhes a conhecer 'in loco' os produtos açorianos.

O jovem empresário explicou que os cozinheiros vão ser confrontados com o desafio de "criar novos pratos" e "reinventar pratos típicos", dando-lhes um "ar contemporâneo e mundial".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.