Chávez acredita que a sua vitória nas presidenciais evitará "guerra civil"

Chávez acredita que a sua vitória nas presidenciais evitará "guerra civil"

 

LUSA / Ao online   Internacional   12 de Set de 2012, 07:55

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou na terça-feira que a sua eventual vitória nas presidenciais de outubro afastará o país de uma guerra civil e alertou que o seu principal opositor quer avançar com um pacote neoliberal.

"Com a nossa grande vitória a 07 de outubro, vamos continuar a distanciar-nos do espanto que seria para a Venezuela uma guerra civil. Eles (opositores) dizem que Chávez está a ameaçar", disse.

O presidente venezuelano recordou que há 20 anos que percorre um largo caminho "para distanciar [a Venezuela] da guerra civil".

"Há que recordar a guerra civil espanhola ou a da América Central. É o maior desastre que pode acontecer a um povo e nós temos vindo a evitar esse perigo", disse Hugo Chávez, salientando que a Venezuela tem agora um alto grau de estabilidade.

Por outro lado, disse, o principal candidato opositor, Henrique Capriles Radonski pretende enganar os venezuelanos com um pacote neoliberal que eliminaria todos os subsídios e programas sociais criados pelo seu Governo, privatizando as empresas do Estado.

"Ninguém tenha a menor dúvida de que vamos ganhar as eleições. É uma vitória rumo à perfeição", garantiu Chávez, frisando que, com um novo mandado, estaria duas décadas no poder e que 20 anos "não é nada" para uma revolução.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.