Chamadas para a Linha Saúde Açores triplicaram em 2016


 

Lusa/AO Online   Regional   9 de Jan de 2017, 11:37

O número de chamadas efetuadas para a Linha Saúde Açores triplicou no ano passado face a 2015, informou hoje o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros, onde está centralizado este recurso.

 

Segundo dados disponibilizados à agência Lusa, no ano passado foram feitas 1.151 chamadas para a Linha Saúde Açores, com o número 808 24 60 24, quando no ano anterior esse número foi de 391.

A maior ilha dos Açores, São Miguel, registou em 2016 o número mais elevado de chamadas – 750 -, seguindo-se a ilha Terceira, com 256 telefonemas.

A Proteção Civil esclarece que “a razão preponderante apresentada pelos utentes” que recorrem à Linha Saúde Açores “é o aconselhamento profissional dos enfermeiros”.

“Desse aconselhamento destaca-se, sobretudo, as situações de síndrome gripal, constipações, situações de hipertermia isolada, e cuidados a lactentes e idosos”, adianta.

A Linha Saúde Açores funciona em regime de 24 horas todos os dias do ano, sendo o local de atendimento a sala de gestão de emergências da Proteção Civil regional, sediada na ilha Terceira.

À agência Lusa, a diretora regional da Saúde dos Açores, Tânia Cortez, explicou que “o número de pessoas que recorrem à Linha Saúde Açores está a aumentar”, considerando que tal significa que “as pessoas estão a começar a perceber que este é um recurso que existe permanentemente e ao qual podem recorrer para esclarecer as suas dúvidas”.

Tânia Cortez admitiu, contudo, que a Linha Saúde Açores “tem sido pouco publicitada”, ressalvando que em casos como as situações relativas à gripe A ou do vírus Ébola e mesmo da gripe sazonal este serviço é procurado.

“Esta linha é um recurso muito útil em épocas nas quais há maior número de casos gripais, o que pode evitar a deslocação desnecessária aos centros de saúde ou hospitais”, adiantou a diretora regional.

A responsável salientou que “os profissionais que atendem as chamadas da Linha Saúde Açores questionam sobre os sintomas e analisam fatores de gravidade, aconselhando ao utente a melhor atuação, que pode ou não passar por uma deslocação ao centro de saúde ou hospital”.

A Linha Saúde Açores entrou em funcionamento em abril de 2009, inicialmente para dar resposta a eventuais casos de gripe suína, tendo depois o seu âmbito sido alargado.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.