CGTP quer alterações nas prestações não contributivas

CGTP quer alterações  nas prestações não contributivas

 

Lusa/AO Online   Economia   26 de Ago de 2010, 11:52

A CGTP vai pedir hoje reuniões aos grupos parlamentares para defender a alteração da nova legislação sobre as prestações sociais não contributivas e a reposição das medidas excecionais de apoio aos desempregados.

Maria do Carmo Tavares, da comissão executiva da Intersindical, disse à agência Lusa que o objetivo é explicar aos deputados quais são as consequências das novas regras para as prestações sociais não contributivas, que entraram em vigor no início de agosto e levaram à alteração da forma de cálculo do rendimento per capita e do conceito de agregado familiar.

"Queremos questionar os partidos sobre a possibilidade de alteração destas matérias, porque há muitas pessoas a perderem o subsídio social de desemprego ou a verem o seu valor reduzido, o que é bastante grave", disse a sindicalista.

A CGTP pretende também reivindicar junto dos deputados dos vários partidos a reposição urgente das medidas excecionais de apoio aos desempregados.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.