César homenageado pela Casa dos Açores da Nova Inglaterra

César homenageado pela Casa dos Açores da Nova Inglaterra

 

Paula Gouveia   Regional   25 de Ago de 2012, 16:13

Passar às gerações mais novas não só o legado histórico do que os açorianos fizeram um pouco por todo o mundo, mas também a condução das políticas que definirão o futuro coletivo

 

A ideia foi defendida ontem à noite por Carlos César, em Fall River, no estado norte-americano do Massachusetts, num jantar de confraternização com que a Casa dos Açores da Nova Inglaterra quis homenagear o presidente do Governo Regional no término do seu último mandato.

 

“É fundamental valorizarmos o trabalho das novas gerações e trazermos os mais novos para a gestão, para a decisão, para a liderança e para construir a segurança futura”, disse.

 

Manifestando a convicção de que os Açores serão tão bons e progressivos como até aqui têm sido, o Presidente do Governo Regional confessou o seu orgulho pelo trabalho desenvolvido pelos governos que liderou na última década e meia e pelo extraordinário progresso registado no arquipélago.

 

 “Mesmo agora, quando os Açores sofrem os efeitos da grande crise económica e financeira que está a atingir a Europa e Portugal – e que se agravou depois da crise financeira nos Estados Unidos – apraz-me verificar que organizações europeias, e mesmo o governo em Lisboa, reconhecem a boa gestão das finanças regionais nos Açores”, frisou.

 

A propósito, referiu que o mais recente relatório da Inspeção Geral de Finanças concluiu que a situação financeira da administração regional dos Açores não comporta riscos que impliquem apoios significativos do Governo da República, o que constitui motivo de satisfação.

 

Sublinhando que a boa reputação dos Açores também se constrói fora dos limites do próprio arquipélago – desde logo pelo trabalho, valores e capacidade de intervenção evidenciados pelas comunidades de emigrantes – Carlos César confessou o “muito orgulho em não só ter sido presidente do Governo Regional durante dezasseis anos, mas também o de ter servido, ao longo desse tempo, gente que, por esse mundo fora, deu nome e prestígio aos Açores.”    

 

Às mais de duzentas pessoas presentes – entre as quais o “Mayor” de Fall River, William Flanagan, políticos de ascendência açoriana, cônsules da área da Nova Inglaterra e representantes de duas dezenas de associações – o Presidente do Governo manifestou ainda o seu reconhecimento pela forma como foi sempre recebido em todas as comunidades de emigrantes e assegurou que, em todas elas, sempre se sentiu em casa, mesmo que o lugar fosse nos Estados Unidos, no Canadá, na Bermuda ou no Brasil.

Carlos César está na Nova Inglaterra para participar, como convidado de honra, nas Grandes Festas do Espírito Santo, que hoje têm o tradicional Bodo de Leite e amanhã o seu dia maior, com a coroação e a procissão, participadas ou presenciadas por cerca de trezentas mil pessoas provenientes de diversas áreas dos Estados Unidos, do Canadá e, também, dos Açores.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.