Cerejeiras em flor muito admiradas no Japão vieram da China

Cerejeiras em flor muito admiradas no Japão vieram da China

 

Lusa/AO online   Internacional   30 de Mar de 2015, 10:54

Berço da pólvora, bússola e outras grandes invenções, a China reclama também a origem das cerejeiras em flor, admiradas no Japão como um símbolo nacional e cuja paternidade é reivindicada igualmente pela Coreia do Sul.

 

"Não estamos a travar uma guerra de palavras com a Coreia do Sul e o Japão, mas apenas a esclarecer que há muita literatura histórica a comprovar que a China foi o primeiro país a cultivar as cerejeiras em flor", afirmou o presidente-executivo da China Association of Cherry Blossom, He Zongru, citado hoje na imprensa social.

"Como chineses, temos o dever de fazer com que mais pessoas conheçam a verdadeira historia", acrescentou.

Planta originária dos Himalaias, a cerejeira em flor chegou ao Japão durante a dinastia Tang, que governou a China dos séculos VII a X, mas já ornamentava os jardins imperiais chineses desde o século III A.C., disse aquele especialista.

"Resumindo: a cerejeira em flor é originária da China, desenvolveu-se no Japão e não tem nada a ver com a Coreia", proclamou He Zongru.

O "esclarecimento" surge depois de a imprensa sul-coreana ter referido que aquela planta era originária da ilha Jeju, na costa sudoeste da península coreana, o que foi logo contestado no Japão.

As cerejeiras, que começam a florir na última semana de Março, pintando de branco, rosa e violeta a verdura da paisagem, constituem uma das grandes atrações turísticas do Japão.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.