Cerca de 2700 irmãos em caminhada de Fé

Cerca de 2700 irmãos em caminhada de Fé

 

Daniela Correia   Regional   21 de Fev de 2010, 11:37

Despojados de bens materiais e das mordomias que a vida oferece, carregam apenas uma saca, um xaile, um lenço, um bordão e um terço.

A indumentária dos romeiros está de acordo com a simbologia do tempo quaresmal e representa diversas facetas do calvário e paixão de Cristo. Assim, a saca que levam às costas, onde transportam roupa, simboliza a cruz de Cristo, enquanto o xaile representa o manto vermelho que os romanos colocaram em Jesus Cristo quando foi julgado. O lenço representa a coroa de espinhos e o bordão simboliza a vara de cana que deram a Jesus Cristo quando lhe disseram que era o Rei dos Judeus.
Agostinho Pinto, um dos responsáveis pela organização das romarias, afirma que, depois da caminhada, verifica-se uma mudança substancial nos romeiros quer espiritualmente quer socialmente: “Qualquer irmão que faça uma peregrinação destas, sente-se depois com muito mais fervor cristão e torna-se também mais responsável em termos sociais”, realçou.

Leia  esta reportagem na íntegra na edição impressa de domingo, dia 21 de Fevereiro de 2010, do Açoriano Oriental


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.