Cerca de 2.000 haitianos mudaram-se para os campos da ONU


 

Lusa / AO online   Internacional   20 de Abr de 2010, 12:37

Cerca de 2.000 sinistrados do sismo de 12 de Janeiro mudaram-se para um dos dois campos abertos pela ONU para os cerca de 9.000 sem-abrigo considerados muito vulneráveis, indicou segunda-feira a Organização internacional das migrações (OIM).
Segundo o cálculo efectuado domingo, 540 famílias, ou seja 1.980 pessoas, instalaram-se no campo Corail, situado 20 quilómetros a norte de Port-au-Prince, com uma capacidade actual de 8.000 pessoas, disse um porta-voz do OIM, Marco Turner.

Este campo, aberto a 10 de Abril, destina-se a realojar os sinistrados de “alto risco” que vivem num campo de 50.000 pessoas na capital e cujas tendas podem ser arrastadas pelos deslizamentos de lama ou desaparecer com os aluimentos de terras, revelou a ONU.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.