Cerca de 160 réplicas após terramoto no centro de Itália


 

LUSA/AO online   Internacional   24 de Ago de 2016, 14:07

Cerca de 160 réplicas ocorreram no centro de Itália desde o sismo registado na madrugada de hoje, que causou pelo menos 37 mortos, informou o Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia italiano

O terramoto, ocorrido às 03:36 (02:36 em Lisboa), teve uma magnitude de 6,2, segundo o centro norte-americano de monitorização da atividade sísmica mundial USGS, e de 6,0, segundo o Instituto de Geofísica italiano.

Um comunicado do Instituto de Geofísica de Itália indica que até às 12:00 (11:00 em Lisboa) foram sentidos 59 movimentos sísmicos de magnitude entre 3.0 e 4.0 na parte central dos montes Apeninos, cinco de entre 4.0 e 5.0 graus e um maior de 5.0 graus.

O terramoto teve o epicentro na província de Rieti e afetou também as de Perugia, Ascoli, Piceno, L’Aquila e Teramo, a cerca de 130 quilómetros a nordeste de Roma.

As localidades mais próximas do epicentro foram Accumoli, Amatrice e Arquata del Tronto, segundo o instituto, adiantando que o sismo mais forte após o de 6,2 ocorreu às 04:33 locais na zona de Norcia, em Perugia, e teve uma magnitude de 5,4 graus.

A área, que sofreu no passado outros terramotos de forte intensidade, localiza-se num ponto de alta perigosidade sísmica que corre ao longo do eixo da cordilheira dos Apeninos.

Além dos quase 40 mortos, segundo a proteção civil italiana, ficaram destruídos dezenas de edifícios e numerosas pessoas estarão presas nos escombros.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.