Centeno estima redução de 10.000 funcionários públicos com regra de 2 por 1


 

Lusa/AO Online   Economia   5 de Fev de 2016, 18:25

O ministro das Finanças, Mário Centeno, afirmou hoje que a regra de duas saídas de funcionários públicos por cada entrada, prevista no Orçamento do Estado para 2016 (OE2016), significa uma redução de 10.000 trabalhadores por ano.

 

De acordo com a carta enviada hoje à Comissão Europeia, o Governo vai manter uma regra de contração na Administração Pública segundo a qual será possível contratar um trabalhador por cada dois funcionários que deixem a função pública, medida com a qual estima uma poupança de 100 milhões de euros.

Questionado sobre quantas saídas da função pública é que a medida prevista na proposta do OE2016 significa, o governante disse que representa, “em termos anualizados, uma redução de 10.000 funcionários públicos”.

Ou seja, uma vez que o OE2016 apenas deverá entrar em vigor em abril, esta medida poderá ter um impacto menor na diminuição de trabalhadores da Função Pública este ano.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.