Centeno assegura que não negociará com Bruxelas "nas costas dos portugueses"

Centeno assegura que não negociará com Bruxelas "nas costas dos portugueses"

 

Lusa/AO Online   Nacional   23 de Fev de 2016, 08:37

O ministro das Finanças, Mário Centeno, assegurou hoje no parlamento que o Governo "não assumirá como permanentes medidas que em Portugal foram apresentadas como temporárias" e que não vai negociar medidas com Bruxelas "nas costas dos portugueses".

Mário Centeno, que falava no segundo dia do debate na generalidade do Orçamento do Estado para 2016 (OE2016), afirmou que o Governo vai manter, tanto em Portugal como em Bruxelas, "um diálogo aberto e transparente" e aproveitou para criticar o anterior executivo, de Passos Coelho.

"Não assumiremos como permanentes medidas que em Portugal apresentamos como temporárias. Não assumiremos objetivos orçamentais sustentados em operações financeiras que não foram concluídas. Não negociaremos nas costas dos portugueses o adiamento dessas operações, sacrificando os seus impostos, com fins eleitorais puramente oportunísticos", lançou o governante.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.