Cenário de combate às chamas é hoje "muito mais favorável" - comandante operacional


 

Lusa   Nacional   15 de Ago de 2010, 14:55

O incêndio que lavra há seis dias no Parque Nacional da Peneda-Gerês, em Mezio/Travanca, concelho de Arcos de Valdevez, apresenta hoje um “cenário muito mais favorável”, disse à Lusa o comandante de operações de Socorro, Carlos Ferreira.

“Corri todo o perímetro do incêndio e o cenário é muito mais favorável. Temos duas frentes activas, mas uma está em consolidação e a outra, que tem alguma atividade, está a ceder aos trabalhos dos bombeiros”, explicou o comandante dos Bombeiros de Arcos de Valdevez.

No local estão, de acordo com o responsável, sete meios aéreos (quatro helicópteros e três aviões”, chamados esta manhã a reforçar o combate às chamas depois de uma “madrugada que correu mais ou menos bem”.

O comandante espera conseguir dominar o fogo ainda hoje, mas avisa que para isso os bombeiros terão de contar com a ajuda das condições atmosféricas.

“Por volta das 13:30/14:00 pode haver uma mudança significativa dos ventos o que, com a redução da humidade do ar, pode complicar a situação”, refere.

A maior dificuldade no combate a este incêndio que começou na segunda feira têm sido “as acessibilidades, porque se trata de uma zona de montanha muito difícil” e “os ventos, que são muito variáveis e inconstantes, tanto no que diz respeito à intensidade como nas mudanças de direção”.

De acordo com o site da Autoridade Nacional da Proteção Civil, atualizado às 11:30, estão no local 217 homens e 51 veículos operacionais e existe apenas uma frente activa.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.