Açores/Eleições

CDU em Rabo de Peixe junto de comunidade "esquecida pelo poder politico"

CDU em Rabo de Peixe junto de comunidade "esquecida pelo poder politico"

 

Lusa/AO Online   Regional   10 de Out de 2016, 08:26

A uma semana das eleições regionais nos Açores, a CDU esteve em Rabo de Peixe com o cabeça de lista por São Miguel, Aníbal Pires, a alertar para as desigualdades sociais numa comunidade piscatória "esquecida pelo poder politico".

 

“Nesta comunidade centram-se (…) todas as contradições do capitalismo. Há gente muito rica e temos uma comunidade extremamente pobre e excluída e essa comunidade é a comunidade piscatória que tem sido, ao longo dos anos, esquecida pelo poder político”, declarou Aníbal Pires aos jornalistas, antes de percorrer o centro da vila de Rabo de Peixe que tem perto de 10.000 habitantes.

Apesar da chuva que se faz sentir na ilha de São Miguel, Aníbal Pires, que é também o coordenador regional da CDU, percorreu a principal rua da vila distribuindo panfletos da coligação, frisando a necessidade de “acabar com a maioria absoluta” do PS e "dar força aos mais pequenos para que as coisas fiquem equilibradas".

“Estamos a privilegiar durante esta campanha o contacto direto com as populações”, frisou Aníbal Pires, afirmando que na vila foram feitos “muitos investimentos de fachada, mas na verdade não tem sido feito aquilo que é essencial: promover a formação dos pescadores e garantir-lhes rendimento".

Na rua principal da Vila de Rabo de Peixe, concelho da Ribeira Grande, ilha de São Miguel, o candidato foi distribuindo panfletos com informação sobre a candidatura da CDU e entrou em vários cafés.

“É preciso mudar”, apelou Aníbal Pires, acrescentando: "o tempo é que não ajuda, mas pronto, nós cá estamos".

Confrontado por um eleitor que disse que os partidos "são todos iguais", o candidato lembrou as propostas que a CDU apresentou no parlamento regional, tendo realizado "um esforço muito grande para defender quem trabalha e as comunidades como Rabo de Peixe".

"Temos de dar força", respondeu o cliente de um dos cafés, admitindo que "é preciso mudar muita coisa em Rabo de Peixe".

Portanto, "andam para aí a dizer que os seus projetos são centrados nas pessoas, mas a verdade é que aqui está o claro exemplo de falhanço de políticas que não são centradas nas pessoas", apontou ainda o coordenador regional da CDU, para quem "é preciso promover junto das comunidades piscatórias de Rabo de Peixe e da ilha Terceira "a formação dos pescadores e garantir-lhes rendimento".

Salientando os fracos rendimentos que os profissionais da pesca retiram da profissão, Aníbal Pires lembrou que, "por detrás destes pescadores, estão milhares de famílias", e disse que "é necessário resolver, de uma vez por todas, este problema".

"Neste momento, e infelizmente, e mais uma vez por decisão da União Europeia, há mais uma ameaça para o setor das pescas nos Açores com a já anunciada redução de quotas para algumas espécies que são muito importantes para os pescadores no arquipélago", acrescentou.

Antes de deixar a vila piscatória, o candidato disse esperar que no próximo domingo a CDU possa eleger mais deputados, "contribuindo assim para um equilíbrio de forças fundamental no parlamento regional, para que as decisões sejam construídas no diálogo democrático".

Para a votação de dia 16 estão inscritos 228.160 eleitores que vão escolher os 57 deputados à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para os próximos quatro anos.

Treze forças políticas apresentam-se a votos, mas nem todas concorrem nos dez círculos eleitorais. Apenas aos círculos de São Miguel, que elege 20 deputados, e de compensação, que elege cinco, concorrem todas.

Nas últimas eleições regionais de 14 de outubro de 2012, o PS venceu com maioria absoluta e elegeu 31 deputados, seguido de PSD com 20 mandatos e do CDS-PP com três. BE, CDU e PPM elegeram um parlamentar cada.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.