CDU candidata sindicalista Vítor Silva pela ilha Terceira


 

Lusa/AO Online   Regional   18 de Ago de 2016, 13:04

O cabeça de lista da CDU pela ilha Terceira às eleições legislativas regionais dos Açores, a 16 de outubro, é o sindicalista Vítor Silva, anunciou hoje a coligação em Angra do Heroísmo.

 

Com 43 anos, Vítor Silva é assistente administrativo e coordenador regional dos Açores da central sindical CGTP, tendo sido nas eleições regionais de 2008 cabeça de lista pela CDU e, quatro anos depois, número dois da candidatura da coligação pela Terceira.

O candidato é também coordenador da União dos Sindicatos de Angra do Heroísmo e presidente do Sindicato de Alimentação, Bebidas e Similares, Comércio, Escritórios e Serviços dos Açores. É ainda membro do conselho nacional da intersindical e da direção regional do PCP.

À agência Lusa, Vítor Silva disse que “a precariedade laboral e o desemprego são questões fundamentais” que vão estar no seu discurso político ao longo da campanha eleitoral, na qual quer levar à discussão pública “os problemas do dia-a-dia” da população.

O cabeça de lista considerou ser “muito importante” a eleição para o parlamento regional de um deputado da CDU pela Terceira, o que nunca sucedeu neste círculo em dez eleições regionais, e destacou a necessidade de “fiscalizar as promessas que neste período são feitas, mas depois são arrumadas num fundo de uma gaveta”.

Por outro lado, Vítor Silva apontou a necessidade de aferir “os compromissos que os deputados de outras forças políticas assumem em defesa da sua ilha, mas que nem sempre cumprem”.

Sobre a lista que o acompanha às eleições dos Açores, o sindicalista referiu ser “jovem e extremamente dinâmica”, empenhada em colocar na ordem do dia “os problemas dos trabalhadores e da população”.

Nos Açores, onde o PS governa há 20 anos, há nove círculos eleitorais, coincidentes com cada uma das ilhas, e um círculo regional de compensação.

O PS tem 31 dos 57 lugares na Assembleia Legislativa dos Açores, enquanto o PSD, o maior partido na oposição, conquistou 20 mandatos. O CDS tem três deputados no parlamento regional, enquanto BE, PCP e PPM conseguiram um mandato cada.

 

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.