Assembleia Legislativa Regional

CDS/PP quer tarifas de 100 euros nas ligações entre ilhas

CDS/PP quer tarifas de 100 euros nas ligações entre ilhas

 

Lusa / AO online   Regional   16 de Jun de 2010, 16:23

O CDS/PP anunciou esta quarta-feira que vai apresentar uma iniciativa legislativa no parlamento açoriano no sentido de estabelecer um limite máximo de 100 euros para as tarifas das ligações aéreas entre as ilhas do arquipélago.
“Estamos certos, porquanto temos dados que nos provam ser possível, que a SATA Air Açores, no seguimento do processo de renovação da sua frota, pode promover um abaixamento das passagens aéreas nos voos internos na ordem dos 30 por cento face aos valores de mercado em vigor”, afirmou o deputado Artur Lima.

Numa intervenção perante o plenário da Assembleia Legislativa Regional dos Açores, que está reunido na Horta, Faial, o líder parlamentar do CDS/PP analisou a actual situação das tarifas aéreas entre as ilhas dos Açores e entre o arquipélago e o exterior.

Neste contexto, lamentou a “incompreensível postura” da transportadora aérea açoriana SATA, que acusou de não ter divulgado as tarifas promocionais para estudantes nas ligações entre os Açores e a Madeira e entre os Açores e o continente.

Para Artur Lima, trata-se de uma “desrespeitosa atitude para com o governo, um inqualificável desprezo pelas decisões do primeiro órgão da autonomia e uma acintosa afronta às famílias açorianas”.

Por outro lado, o líder parlamentar do PP/Açores elogiou a iniciativa do presidente do executivo açoriano para baixar as tarifas aéreas entre os Açores e o continente para menos de 100 euros, considerando ser “uma boa medida que muito vem contribuir para o progresso” do arquipélago.

Apesar dos elogios, Artur Lima salientou que é necessário “clarificar” o que significa na realidade esta iniciativa do governo, nomeadamente se é apenas relativa às tarifas de residente e em que condições se realizará essa redução.

A redução das tarifas aéreas para valores inferiores a 100 euros foi anunciada por Carlos César em meados de Abril, no discurso de encerramento do Congresso do PS/Açores, que recentemente a confirmou, revelando que o assunto se encontra actualmente a ser analisado na Direcção-Geral de Finanças, de onde seguirá depois para a União Europeia.

Na intervenção que hoje proferiu no parlamento açoriano, Artur Lima defendeu ainda que a ligação aérea entre a Terceira e o Porto “deve ser uma realidade durante todo o ano”.

O secretário regional da Presidência, André Bradford, não comentou a questão da redução das tarifas anunciada por Carlos César, mas considerou que as críticas de Artur Lima à SATA por, alegadamente, não divulgar as tarifas promocionais resultam de um “erro de precipitação”.

“As tarifas promocionais são desconhecidas por falta de marketing, mas existem e estão acessíveis”, frisou.

Por outro lado, André Bradford salientou que as actuais tarifas aéreas entre as ilhas açorianas já têm um custo que ronda os 100 euros para os residentes no arquipélago.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.