CDS-PP lembra mulher que viveu para os outros e prestigiou Portugal


 

Lusa/AO Online   Nacional   7 de Jul de 2015, 11:40

A vice-presidente do CDS-PP Teresa Caeiro recordou Maria Barroso, hoje falecida, como alguém que prestigiou Portugal e viveu "para os outros" através do empenho "nas causas que a sua consciência cívica, o seu humanismo, a sua dignidade ditaram".

"Teve uma vida para os outros, em função dos outros. Empenhou-se incansavelmente na sua longa vida nas causas que a sua consciência cívica, o seu humanismo, a sua dignidade e a sua proximidade lhe ditavam", afirmou Teresa Caeiro.

Falando aos jornalistas à margem das jornadas parlamentares conjuntas de PSD e CDS-PP, em Alcochete, Teresa Caeiro declarou que "é impossível não estimar e admirar uma pessoa com as qualidades da dra. Maria de Jesus Barroso".

"É com muito pesar, até com desolação, que vemos partir fisicamente uma pessoa com a envergadura da dra. Maria de Jesus Barroso Soares", disse.

Teresa Caeiro, que era próxima de Maria Barroso, sublinhou como foi "testemunha direta das causas em que ela se empenhou".

"Penso que Portugal sabe o quanto ela se empenhou pelos direitos humanos, pelas liberdades, pelas causas sociais, pela melhoria da qualidade de vida dos mais desfavorecidos. Ela deixa um legado inestimável e uma saudade imensa. Foi uma sorte Portugal ter tido uma mulher como a dra. Maria Barroso Soares. Foi muito prestigiante para Portugal ter tido como primeira-dama a dra. Maria Barroso", declarou.

Teresa Caeiro apresentou "sentidos pêsames à família".

Fundadora do PS, antiga deputada, presidente da Fundação Pro Dignitate e mulher do ex-Presidente da República Mário Soares, Maria de Jesus Barroso morreu hoje, aos 90 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, onde estava internada em estado grave desde 26 de junho.

O corpo de Maria Barroso vai estar em câmara ardente no Colégio Moderno, em Lisboa, a partir das 18:00 de hoje, realizando-se o funeral na quarta-feira para o Cemitério dos Prazeres, anunciou a família.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a família informa que o funeral seguirá para o Cemitério dos Prazeres após a missa de corpo presente, que terá lugar às 10:00 na Igreja do Campo Grande.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.