CDS-PP/Açores responsabiliza Governo Regional por atraso nas obras de entreposto frigorífico


 

Lusa/Ao Online   Regional   5 de Mai de 2016, 19:10

A deputada do CDS-PP/Açores Ana Espínola disse hoje que os pescadores de São Jorge estão a registar enormes perdas devido a atrasos nas obras no entreposto frigorífico do porto das Velas.

Num requerimento entregue na Assembleia Legislativa Regional, Ana Espínola pede explicações ao Governo Regional, do PS, sobre uma obra que foi anunciada em 2014, mas que nunca chegou a avançar, sendo esta uma necessidade com vários anos.

A parlamentar requereu, com caráter de urgência, que o executivo açoriano lhe remeta uma cópia do projeto e indique a razão da demora do início concurso e qual a data prevista para a abertura do mesmo.

Ana Espínola lembrou que, em junho de 2014, o secretário Regional dos Recursos Naturais, à data com o pelouro das Pescas, afirmou, na ilha de São Jorge, que a empreitada de melhoria e ampliação do entreposto frigorífico das Velas estava inscrita na Carta Regional de Obras Públicas (CROP), prevista para o primeiro semestre de 2015, para “responder às pretensões" dos pescadores e armadores da ilha.

Na altura, acrescentou, o projeto estaria em fase de conclusão.

Ana Espínola adiantou que, com a revisão da CROP, o início da obra passou a estar previsto para o segundo semestre de 2015, além de ter inscrita no Plano e Orçamento da região para este ano uma verba de 553 mil euros.

O presidente da Associação de Pescadores da Ilha de São Jorge, António Laureno, explicou que a gestão do entreposto frigorífico do porto das Velas é assegurada há cerca de dez anos pela cooperativa na sequência de um protocolo em vigor com a Lotaçor, sociedade anónima que gere as lotas dos Açores.

António Laureno referiu que existem atualmente 37 barcos de pesca na ilha e um total de 200 pescadores, que geram cerca de 500 mil euros anuais para a economia de São Jorge e dos Açores.

A Lusa tentou obter uma reação da Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia ao requerimento da deputada centrista, mas não obteve resposta.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.