CDS-PP/Açores propõe reforço de terapeutas da fala nos centros de saúde da região

CDS-PP/Açores propõe reforço de terapeutas da fala nos centros de saúde da região

 

LUSA/AO online   Regional   7 de Mar de 2016, 12:55

O líder do CDS-PP/Açores anunciou hoje que o partido vai propor um reforço de terapeutas da fala nas unidades de saúde da região, alegando que os meios disponíveis são "manifestamente insuficientes"

"É crescente o número de relatos sobre a incapacidade do Serviço Regional de Saúde para satisfazer as necessidades dos açorianos relativamente à terapia da fala", salientou Artur Lima, numa conferência de imprensa, em Angra do Heroísmo.

Para o líder regional centrista, os 15 profissionais de terapia da fala que trabalham no Serviço Regional de Saúde são "manifestamente insuficientes" para as necessidades identificadas nas ilhas de São Miguel, Faial, Terceira, Graciosa e Corvo.

Artur Lima considerou ainda que a falta de terapeutas da fala foi agravada com a aplicação do novo regime de reembolsos, uma vez que "muitas famílias que recorriam a serviços privados de terapia da fala se viram impossibilitadas de continuar a usufruir desses serviços, por se tornar incomportável para os seus orçamentos familiares".

"Tem de haver uma referenciação do médico de família para o pediatra do hospital e do pediatra do hospital eventualmente para a terapia da fala, portanto é um longo caminho, enquanto há um ou dois anos, antes da austeridade deste secretário, era o médico de família que referenciava diretamente para a privada e a criança começava imediatamente o seu tratamento e a sua reabilitação", frisou.

Segundo o líder do CDS-PP/Açores, os centros de saúde de São Miguel (a maior ilha dos Açores) têm apenas cinco terapeutas da fala e os centros de saúde das ilhas Terceira, Faial e Corvo não têm profissionais nos seus quadros, situação semelhante ao que acontece na ilha das Flores, onde a Unidade de Saúde de Ilha recorre a prestação de serviços.

O também líder da bancada parlamentar do CDS-PP na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores acrescentou que o único terapeuta da fala do Centro de Saúde da Graciosa se encontra a fazer um estágio profissional, bem como um dos dois profissionais do Hospital da Horta, na ilha do Faial.

Nesse sentido, o CDS-PP vai apresentar no parlamento açoriano um projeto de resolução que recomenda ao Governo Regional o reforço de terapeutas da fala nos quadros dos centros de saúde de Vila Franca do Campo, Nordeste, Lagoa e Ponta Delgada, em São Miguel, bem como nos centros de saúde das ilhas Terceira, Faial, Graciosa e Corvo.

"O despiste precoce dos problemas da fala em crianças em idade pré-escolar, por profissionais especializados, possibilita uma intervenção atempada nas suas perturbações, reduzindo os constrangimentos sociais, e tem um papel determinante no sucesso escolar destas crianças", salientou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.