CDS candidata o independente Daniel Rosa pelo círculo do Pico


 

Lusa/AO Online   Regional   6 de Set de 2016, 06:10

O cabeça de lista do CDS pelo círculo do Pico às eleições regionais dos Açores, a 16 de outubro, é o empresário Daniel Rosa, que se propõe a colocar os interesses da ilha "acima de tudo", foi anunciado.

 

“Em primeiro lugar sempre a minha ilha. O meu objetivo é defender sempre os interesses da ilha”, afirmou à agência Lusa Daniel Rosa.

O candidato, de 50 anos, natural do Pico, concorre pela primeira vez às eleições regionais e quer “dar voz à ilha montanha”, onde se encontra o ponto mais alto de Portugal, assumindo a candidatura como independente.

No passado, Daniel Rosa foi militante do PSD, vereador na Câmara Municipal da Madalena e secretário na Junta de Freguesia de Santa Luzia, a sua terra natal.

“Durante 16 anos fui presidente da Associação de Empresários do Pico. Defendi a minha ilha e percebi que não tínhamos no parlamento regional gente capaz de defender a ilha montanha”, referiu o candidato.

No entender de Daniel Rosa, o desenvolvimento do Pico “não tem sido acompanhado pelas forças políticas”, porque “não têm tido as pessoas certas nos lugares certos”.

Entre as principais bandeiras eleitorais, Duarte Rosa destacou o setor da saúde, que “importa debater e definir”, até porque a ilha do Pico vive “um ‘boom’ turístico e precisa de condições ao nível dos cuidados de saúde”.

O candidato considerou ainda que o hospital da Horta, na vizinha ilha do Faial, deveria “dar maior atenção” aos doentes do Pico ao nível dos tratamentos, nomeadamente com grávidas.

Ao nível das acessibilidades, Daniel Rosa defendeu que é necessário “criar mais potencialidades para o aeroporto do Pico poder crescer”, separar as valências de porto comercial e de passageiros de São Roque do Pico e tornar o denominado triângulo (ilhas do Faial, Pico e São Jorge) “uma verdadeira realidade económica e social”.

Para Daniel Rosa, é também preciso atrair mais jovens para a vitivinicultura, uma mão-de-obra mais qualificada e “nisso a escola profissional da ilha tem um papel importante”.

Nos Açores, onde o PS governa há 20 anos, há nove círculos eleitorais, coincidentes com cada uma das ilhas, e um círculo regional de compensação (que junta os votos que não permitiram eleger deputados nos círculos de ilha).

Nas últimas eleições regionais, em 2012, o CDS elegeu três deputados, pelos círculos eleitorais da Terceira, de São Jorge e da compensação.

O PS conquistou 31 dos 57 lugares da Assembleia Legislativa dos Açores, o PSD 20 mandatos e BE, CDU e PPM um cada.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.