CDS/Açores propõe incentivo financeiro a alunos que se matriculem na universidade

CDS/Açores propõe incentivo financeiro a alunos que se matriculem na universidade

 

Lusa/AO Online   Regional   18 de Ago de 2016, 05:51

O líder do CDS-PP nos Açores afirmou hoje que é preciso incentivar os alunos açorianos a frequentarem o ensino superior e propõe a atribuição anual de um apoio de 1.000 euros aos que se matricularem na universidade.

 

“O CDS entende que é preciso premiar esta carreira académica dos alunos e incentivá-los a frequentarem o ensino superior. Queremos dar um contributo para isso, que serão 1.000 euros para cada aluno que se matricule no ensino superior todos os anos”, disse Artur Lima.

O dirigente centrista, que participou esta noite num colóquio intitulado “Dar valor à Educação”, na Academia de Juventude e das Artes da ilha Terceira, no concelho da Praia da Vitória, explicou que este apoio pressupõe a criação de um regulamento, de modo a definir a forma, os critérios de atribuição e uso do dinheiro.

Segundo disse Artur Lima, “haverá regras e fiscalização” da verba atribuída, sendo que esta deverá servir para, por exemplo, “pagar propinas ou material didático”.

Para Artur Lima, que é também deputado no parlamento dos Açores, o ensino no arquipélago deveria ter-se desenvolvido e atraído mais jovens para a universidade em 40 anos de autonomia.

“O número de alunos inscritos no ensino superior aumentou significativamente com a autonomia, mas a pergunta que se faz é se aumentou o suficiente para qualificar os açorianos”, referiu Artur Lima, destacando que em 2002 havia pouco mais de 1.000 alunos açorianos a frequentar a universidade e em 2015 eram 1.198.

O colóquio, promovido pelo CDS-PP Açores, foi aberto ao público e contou com a participação dos professores universitários Nuno Martins e Félix Rodrigues.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.