Cativação de verbas à Universidade dos Açores é uma "surpresa"


 

Lusa/AO Online   Regional   7 de Abr de 2016, 17:42

O secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia dos Açores afirmou hoje que a cativação de verbas que pode retirar 670 mil euros à Universidade dos Açores é uma "surpresa, esperando diligências no sentido de a situação ser ultrapassada.

“A notícia é uma surpresa, de alguma forma”, declarou Fausto Brito e Abreu na Vila do Corvo, Açores, garantindo que o executivo regional “está a acompanhar a situação” num momento em que o Orçamento do Estado ainda é recente.

O secretário regional disse esperar que a Universidade dos Açores, “diretamente com a sua tutela, que é o Governo da República”, assim como todas as universidades portuguesas e o conselho de reitores, “consigam fazer diligências para garantir que esta norma de execução do Orçamento não ameace” uma medida que os Açores viam “como bondosa”, que “foi assegurar a certeza orçamental das universidades portuguesas este ano terem no seu orçamento o valor equivalente ao que executaram no ano anterior”.

A Universidade dos Açores (UAç) pode vir a perder cerca de 670 mil euros do seu Orçamento para este ano, devido à cativação de verbas prevista pela Direção-Geral do Orçamento (DGO), admitiu hoje o reitor da instituição.

Em declarações à agência Lusa, o reitor da Universidade dos Açores, João Luís Gaspar, adiantou que esta redução de verbas, "não prevista inicialmente" no Orçamento do Estado, poderá comprometer "alguns dos projetos previstos para este ano".

"Não está em causa o montante, mas o precedente, que nos apanhou de surpresa", disse o reitor, lamentando que "alguns dos projetos previstos para este ano" possam ficar comprometidos com este "inesperado corte".

Segundo João Luís Gaspar, a contratação de pessoal, nomeadamente de investigadores, poderá vir a ser uma das áreas mais afetadas por esta cativação de verbas, que está a gerar "grande perplexidade" no ensino superior em todo o país.

Ao todo, as universidades e os institutos politécnicos poderão sofrer um corte nos seus orçamentos de cerca de 57 milhões de euros este ano (44 milhões nas universidades e 13 milhões nos politécnicos), por via desta cativação de verbas.

O Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP) e o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) já manifestaram o seu desagrado em relação a esta anunciada cativação de verbas para o ensino superior.

Ambas as instituições requereram, também, uma audiência com o primeiro-ministro, António Costa, para analisar o assunto.

A Universidade dos Açores encontra-se sujeita a um plano de recuperação financeira celebrado com o Governo da República, devido a dificuldades de gestão com que foi confrontada.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.