Forças turcas abateram na fronteira síria dois membros suspeitos do EI


 

Lusa/AO Online   Internacional   30 de Jun de 2016, 08:25

As autoridades turcas abateram na fronteira síria dois alegados membros do grupo radical Estado Islâmico, um dos quais planeava um ataque-suicida na Turquia, antes do atentado em Istambul que matou 42 pessoas, revelou a agência Anadolu.

Os factos ocorreram sábado passado, precisou a agência de notícias pro-governamental Anadolu, citando forças de segurança.

De acordo com as mesmas fontes, o alegado ‘kamikaze’ pretendia executar um atentado em Adana (sul) ou Ancara, a capital turca.

O aeroporto de Atatürk, em Istambul, um dos mais movimentados do mundo, foi palco, na noite de terça-feira, de um triplo atentado suicida que resultou em pelo menos 36 mortos e 147 feridos, segundo o mais recente balanço oficial.

A autoria do atentado – o quarto a atingir a maior cidade turca desde o início do ano – ainda não foi reivindicada.

O primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, afirmou, entretanto, que os primeiros indícios apontam para o grupo extremista Estado Islâmico (EI) como o responsável pelo triplo atentado suicida.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.