Carlos do Carmo recebe Grammy Latino Carreira quarta-feira no MGM Theatre em Hollywood

Carlos do Carmo recebe Grammy Latino Carreira quarta-feira no MGM Theatre em Hollywood

 

Lusa/AO Online   Nacional   18 de Nov de 2014, 05:52

O fadista Carlos do Carmo recebe, na quarta-feira, o Grammy Latino Carreira, numa cerimónia que realiza no MGM Theatre, em Hollywood, na Califórnia, antecedendo a entrega anual dos Grammy Latinos, em Las Vegas, no Nevada.

 

Além do criador de “Canoas do Tejo”, recebem igualmente um Grammy de Carreira, por "Excelência Musical", Willy Chirino, César Costa, o Dúo Dinámico, Los Lobos, Valeria Lynch e Ney Matogrosso.

Nesta mesma cerimónia, prevista para as 10:00 locais (18:00, hora continental portuguesa), recebem o Prémio do Conselho Diretivo da Latin Academy of Recording Arts and Sciences (LARAS) os músicos André Midani e Juan Vicente Torrealba.

"O 'Board of Trustees' da Latin Academy of Recording Arts and Sciences decidiu, por unanimidade, atribuir a Carlos do Carmo o “’Lifetime Achievement Award’, galardão que distingue a obra das grandes referências do panorama musical internacional", segundo comunicado da academia.

Em declarações à Lusa o fadista afirmou: “Num momento de sofrimento como o que o meu povo está a viver, e a minha pátria está a viver, a alegria que possa dar às pessoas, apesar da simplicidade que as coisas têm - isto não lhes mata a fome, nem lhes arranja emprego -, mas que possa dar-lhes uma alegria, já fico muito contente”.

O artista, com uma carreira de 51 anos, afirmou que esta é uma oportunidade para dar a conhecer outros artistas portugueses que, no futuro, podem vir a ser premiados.

“Tudo farei para os novos artistas serem conhecidos, nos contactos que certamente irei ter em Las Vegas, como é meu dever e minha obrigação”, asseverou.

Em declarações à agência Lusa, oé uma oportunidade para dar a conhecer outros artistas portugueses que, no futuro, podem vir a ser premiados.

“Tudo farei para os novos artistas serem conhecidos, nos contactos que certamente irei ter em Las Vegas, como é meu dever e minha obrigação”, asseverou.

Em declarações à agência Lusa, o fadista, com uma carreira de 51 anos, afirmou que “muitos [artistas portugueses] irão ganhar [um Grammy], é preciso é darem-se a conhecer”.

O criador de ”Os Putos” afirmou que “muitos [artistas portugueses] irão ganhar [um Grammy], é preciso é darem-se a conhecer”.

Fazendo uma reflexão da sua carreira, Carlos do Carmo, filho da fadista Lucília do Carmo, afirmou: “Corri sempre em pista própria e não em pista de competição, nunca competi, até porque cantar não é o mesmo que correr. Há sempre gostos. Uns gostam mais de A, outros, de B. Isso não quer dizer que A ou B cantem muito bem ou cantem mal, são os gostos das pessoas”.

“Eu fiz este meu caminho que não foi das pedras, mas que considero um caminho sempre saudável e que me levou sempre a ter uma perspetiva de ser solidário com os meus companheiros de profissão. Não me recordo de ter feito uma sacanice a um colega de profissão. E, para esta nova geração, estou de braços abertos”, sublinhou o fadista que citou o seu mais recente CD, em que gravou duetos com novos fadistas, contrariando o projeto da sua discográfica que era de gravar em inglês, francês e espanhol, com grandes estrelas mundiais, adiantou.

O artista disse que, no texto que a LARAS lhe enviou, reparou “o grande relevo dado” ao seu trabalho. "Eles usam uma expressão que eu gosto de usar, que é ‘uma enorme inquietação’, o sair de um sítio inesperado para outro, e para outro, e para outro - ora ir à canção, voltar ao fado, ir ao fado tradicional e, depois, ao não tradicional. E eles acham isso muito saudável - o não parar no tempo, mas manifestando sempre um grande respeito pela raiz”, disse o fadista que sublinhou ser um texto muito bem escrito e por alguém que “esteve muito atento” à sua carreira.

Para o fadista, esta apreciação “foi comovente”.

A cerimónia anual de entrega dos Grammy Latinos, nas diferentes categorias, realiza-se, em Las Vegas, no Nevada, na quinta-feira, a partir das 20:00 locais (05:00, de sexta-feira, na hora continental portuguesa).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.