Carlos Costa invoca sigilo bancário para não falar do BES no parlamento

Carlos Costa invoca sigilo bancário para não falar do BES no parlamento

 

Lusa/AO online   Economia   27 de Jun de 2014, 18:34

O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, invocou o sigilo bancário para se escusar a prestar informações aos deputados da comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública, sobre as mudanças em curso no Banco Espírito Santo (BES).

 

O presidente desta comissão parlamentar, o socialista Eduardo Cabrita, esclareceu à Lusa que houve uma reunião de coordenadores em que foi decidido que seria pedida a vinda do governador do Banco de Portugal à comissão para ser ouvido a propósito do BES.

No entanto, Carlos Costa entendeu que não podia prestar mais informações além daquelas que já são públicas, tendo em conta o sigilo bancário a que está obrigado, remetendo eventuais esclarecimentos para uma comissão de inquérito, segundo o deputado do PS.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.