Comemorações do Centenário da República

Carlos César reivindica “marca genética açoriana” no ideário republicano

Carlos César reivindica “marca genética açoriana” no ideário republicano

 

Lusa/AO Online   Regional   5 de Out de 2010, 21:37

O presidente do Governo Regional dos Açores considerou esta terça-feira que o “ideário republicano português tem a marca genética açoriana”, ao evocar o contributo garantido ao regime implantado há cem anos por Teófilo Braga e Manuel da Arriaga.

“Com o seu pensamento e a sua ação estes dois estadistas marcaram a história política e contemporânea portuguesa”, afirmou Carlos César, na inauguração de novas dependências da escola secundário de Vila Franca do Campo, ilha de S. Miguel, cuja construção representou um investimento de 12 milhões de euros.

Além de destacar, também, o contributo de um outro açoriano ilustre – Antero de Quental – para o “ideário socialista” no país – o chefe do Executivo açoriano referiu-se aos valores preconizados pela República e o “seu enorme empenho no combate ao analfabetismo”

Numa referência à presença de ministra da da Cultura, Gabriela Canavilhas na cerimónia, Carlos César considerou que a “sua presença no Governo, sobretudo nestes tempos atuais mais difíceis, tem ajudado a conservar a alma e a realizar a utopia no confronto com a opressão orçamentária”.

Gabriela Canavilhas realçou a importância do padre Tomás Borba, um outro açoriano, para desenvolvimento do projeto da reforma do ensino introduzido pela República, em particular no que se refere à aprendizagem da música.

Aludiu à “grave situação” do analfabetismo e a deficiência das condições dos professores e das instalações escolares em 1910, destacando o particular empenho do Governo na permanente melhoria do ensino.

Com a iniciativa “Cem anos Cem escolas”, com que  assinala o centenário da República a III República oferece à I cem novos equipamentos para que sejam “verdadeiramente republicanas”, afirmou.

Os dois novos edifícios da escola secundária de Vila Franca do Campo hoje inaugurados têm capacidade para acolher cerca de mil alunos, dispondo de 20 salas de aula, laboratórios, auditório, refeitório e pavilhão desportivo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.