Política

Carlos César 'regressou' à escola nas Lajes das Flores

Carlos César 'regressou' à escola nas Lajes das Flores

 

Lusa/AO online   Regional   13 de Out de 2010, 13:03

Carlos César ‘regressou’ esta quarta-feira aos bancos da escola e brincou no recreio com ‘colegas’ de palmo e meio que frequentam a nova Escola EB 1/2 JI das Lajes das Flores.
À chegada ao novo estabelecimento de ensino, orçado em mais de 1,8 milhões de euros e frequentado por 132 crianças do pré-escolar até ao sexto ano de escolaridade, Carlos César foi recebido pelas crianças, mas a ‘brincadeira’ só aconteceu depois da cerimónia oficial de inauguração.

A visita ainda serviu para um grupo de pais entregar a Carlos César uma petição onde apelam ao executivo para mudar os horários dos transportes públicos que servem as crianças das freguesias da Fajã Grande, Fajãzinha e Mosteiros.

“As crianças saem de casa às 7:30 e só têm aulas às 9:00 e as do pré-escolar acabam as aulas às 15:00 e só têm transporte às 17:15”, afirmou Andrea Rodas, que entregou a petição a Carlos César.

O presidente endereçou, de imediato, o documento a Lina Mendes, secretária regional da Educação, que admitiu aos jornalistas no final da visita que não tinha conhecimento deste problema.

Lina Mendes revelou, no entanto, que marcou para a tarde de hoje uma reunião com a empresa de transporte de passageiros para tentar encontrar uma solução.

Sem solução fica o pedido feito por João Lourenço, presidente da Câmara das Lajes das Flores, para que o concelho possa ter todos os anos do ensino obrigatório.

“Sabemos que somos poucos, mas esta escola reúne as condições necessárias”, afirmou o autarca, frisando que as Lajes das Flores “são uma terra longe de tudo e de todos, mas que faz parte do país”.

“Não é possível, não há um número de alunos que o justifique”, respondeu Lina Mendes, frisando que atualmente apenas existe “uma turma por cada ano” na escola das Lajes das Flores.

Assim, a partir do sexto ano de escolaridade, os alunos das Lajes das Flores têm que ir à escola em Santa Cruz das Flores, o outro concelho da ilha.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.