Carlos César anuncia amanhã se vai candidatar-se a novo mandato

Carlos César anuncia  amanhã se vai candidatar-se a novo mandato

 

Lusa/AO Online   Regional   6 de Out de 2011, 11:01

 Um dos segredos mais bem guardados nos Açores vai ser finalmente revelado na sexta-feira quando Carlos César anunciar se pretende ou não candidatar-se a um novo mandato como presidente do Governo Regional nas eleições de 2012.

A decisão de Carlos César foi dada a conhecer apenas a um grupo restrito de sete pessoas em janeiro, tendo constituído uma surpresa a forma como foi mantida em rigoroso segredo durante oito meses.

Apesar dos rumores, mais intensos nas últimas semanas, sobre o futuro do líder regional socialista, nenhum dos cenários mais comentados ganhou consistência suficiente para poder ser apontado como certo.

A possibilidade de Carlos César decidir candidatar-se a um novo mandato está em aberto, mas também é possível que decida apenas levar o atual mandato até ao fim, deixando a luta para a presidência do executivo regional para outro candidato.

Carlos César assegurou à Lusa que a decisão que vai anunciar na sexta-feira é a mesma que tomou no início do ano, manifestando satisfação pela forma como o grupo restrito de pessoas que a conhece soube respeitar a sua confiança.

Inicialmente, o presidente do PS/Açores e do Governo Regional tinha apontado o final do primeiro semestre deste ano como a altura em que divulgaria a sua decisão, mas a marcação de eleições legislativas e o processo interno de escolha de um novo líder socialista obrigaram a um adiamento para setembro.

A data acabou por voltar a ser adiada devido à visita que o Presidente da República fez aos Açores, tendo sido remetida para o início de outubro.

No caso de Carlos César optar por não se candidatar a um novo mandato, o atual secretário regional da Economia, Vasco Cordeiro, é um dos nomes mais falados para lhe suceder, apesar de ter sempre rejeitado fazer qualquer comentário sobre essa possibilidade, remetendo a questão para os órgãos próprios do partido.

O vice-presidente do executivo açoriano, Sérgio Ávila, o secretário regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, José Contente, e o deputado na Assembleia da República Ricardo Rodrigues são outros habitualmente apontados como possíveis candidatos à sucessão de Carlos César.

Na sexta-feira, depois de anunciar publicamente a sua decisão, Carlos César reúne com o Secretariado Regional do PS/Açores, estando marcada para sábado uma reunião da Comissão Regional, o órgão mais importante entre congressos.

No domingo, estão marcados encontros com os autarcas socialistas açorianos e com os deputados que o PS elegeu para a Assembleia Legislativa dos Açores.

Uma eventual recandidatura de Carlos César à presidência do Governo Regional tem suscitado algumas dúvidas devido às limitações impostas pelo Estatuto Político-Administrativo dos Açores, existindo quem defenda que é possível e quem entenda o contrário.

Para prevenir todos os cenários, Pedro Catarino, representante da República nos Açores, também terá pedido um parecer sobre esta questão, de cujo teor terá informado o presidente do Governo Regional.

Carlos César tomou posse pela primeira vez como presidente do Governo Regional dos Açores a 9 de novembro de 1996, na sequência da vitória nas regionais realizadas um mês antes, que o PS venceu com 46 por cento dos votos.

Os socialistas voltaram a ganhar as eleições regionais de 2000, 2004 e 2008, mantendo-se Carlos César como presidente do executivo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.