OE2011

Cáritas quer apoios sociais para famílias carenciadas

Cáritas quer apoios sociais para famílias carenciadas

 

Lusa/AO online   Nacional   18 de Out de 2010, 17:59

O presidente da Cáritas Portuguesa, afirmou esta segunda-feira que a proposta de Orçamento de Estado para 2011 vai penalizar os mais desfavorecidos, a classe média e a classe média baixa, e apelou à solidariedade de quem tem bons ordenados.
“O orçamento incide bastante na tributação directa a partir de impostos como o IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado) e o IRS (Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares) e é notório que as camadas sociais mais desfavorecidas, a classe média e a classe média baixa, serão as mais penalizadas por este orçamento”, disse o presidente da Caritas, Eugénio Fonseca.

O responsável lembrou que “até os bens essenciais vão aumentar” e salientou a necessidade de o governo adoptar medidas de apoio a muitas famílias, para que estas consigam satisfazer as necessidades básicas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.