Capoulas Santos reclama medidas a Bruxelas para evitar encerramento de explorações

Capoulas Santos reclama medidas a Bruxelas para evitar encerramento de explorações

 

Lusa/AO Online   Nacional   29 de Ago de 2012, 12:46

O eurodeputado português Capoulas Santos instou a Comissão Europeia a adotar medidas urgentes ao nível comunitário para fazer face à crise no setor leiteiro, advertindo que muitas explorações correm o risco de ter de encerrar "a muito curto prazo"

Numa interpelação escrita enviada esta semana ao executivo comunitário, à qual a Lusa teve acesso, o eurodeputado socialista e antigo ministro da Agricultura questiona a Comissão sobre as ações que esta pretende tomar, sustentando que os decisões políticos “não podem permanecer indiferentes” à situação no setor, particularmente grave em Portugal.

Apontando que os produtores de leite têm vindo a sofrer o esmagamento das suas margens de lucro, tendo em conta o "efeito conjugado da baixa dos preços pagos à produção e do aumento do custo das matérias primas para a alimentação dos animais”, Capoulas Santos indica que "o preço pago aos produtores mal cobre os custos com a alimentação animal", estimando que cerca de 80 por cento das receitas por exploração correspondem ao custo com a alimentação animal.

O eurodeputado defende, por isso, uma adequada regulação do mercado do leite para que seja possível "garantir preços à produção minimamente remuneradores", admitindo ser necessário prever derrogações à lei da concorrência, de forma a ter em conta a especificidade da atividade agrícola, tal como reconhecida nos termos da legislação comunitária.

"Muitos produtores estão desesperados, como tive oportunidade de confirmar pessoalmente há poucos dias no meu país. A não serem urgentemente adotadas medidas, muitas explorações fecharão as portas a muito curto prazo", adverte Capoulas Santos no texto enviado à Comissão.

Na semana passada, a 24 de agosto, a Associação dos Produtores de Leite de Portugal (Aprolep) alertou, numa carta aberta "dirigida à indústria, distribuição, governantes e sociedade", para o "risco de extinção" do setor face à descida dos preços à produção e escalada dos custos.

No mesmo dia, a ministra da Agricultura, Assunção Cristas, assegurou que, já em setembro, o Governo vai apresentar propostas legislativas para regular o mercado do leite aos profissionais do setor, de forma a resolver os problemas, que considerou "prioritários".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.