Candidato do PS à Câmara de Angra do Heroísmo quer dar prioridade ao emprego

Candidato do PS à Câmara de Angra do Heroísmo quer dar prioridade ao emprego

 

Lusa / AO online   Regional   15 de Abr de 2017, 12:29

O cabeça de lista do PS à Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, nos Açores, Álamo Meneses, que se candidata a um segundo mandato, defende que a prioridade do município deve ser a criação de emprego.

 

"A grande preocupação da autarquia tem de continuar a ser a questão do emprego no concelho, porque é a questão do emprego que está na base de uma outra realidade, que também é preciso atender, que é a questão demográfica. Sem emprego não há fixação de pessoas, sem pessoas não há economia. É um ciclo que tem de ser quebrado", adiantou, em declarações à Lusa.

O professor universitário de 58 anos foi membro do Governo Regional do PS durante 16 anos e nos últimos quatro anos liderou a autarquia de Angra do Heroísmo, a que se recandidata, alegando que pretende dar continuidade aos projetos iniciados neste mandato.

"Somos os mesmos, com as mesmas ideias e aquilo que queremos é dar execução àquilo que iniciámos", salientou.

O candidato socialista considerou que nos últimos quatro anos a autarquia de Angra do Heroísmo deu um "grande contributo" para reduzir o desemprego no concelho, através de programas ocupacionais e de pequenas obras, em várias freguesias, orçadas em cerca de 1 milhão de euros por ano.

Ainda assim, defendeu que a criação de emprego continua a ser "prioritária", realçando a importância da incubadora de empresas, que já está a funcionar, e do lançamento do parque tecnológico, cuja obra já arrancou.

Segundo Álamo Meneses, algumas das obras e projetos propostos no anterior manifesto eleitoral não foram concluídos, em parte devido ao atraso da disponibilização de fundos comunitários.

"Tivemos aqui um período de transição entre quadros que foi inesperadamente longo. Esperar-se-ia que a partir de 2014 houvesse acesso a fundos comunitários e isso só veio a acontecer em finais de 2016 para a generalidade dos fundos", justificou.

Entre as principais obras que ficaram por concluir e que o candidato socialista volta a eleger como prioritárias está a construção do mercado municipal e a recuperação de duas igrejas em ruínas, desde o sismo de 1980.

"O nosso concelho felizmente do ponto de vista de infraestruturas está bem servido. Obviamente que nós gostaríamos de ter sempre mais e melhor, mas se nos compararmos com o resto da Europa até não estamos nada mal servidos", realçou.

Nas últimas eleições autárquicas, em 2013, o PS conquistou quatro mandatos na autarquia de Angra do Heroísmo e a coligação PSD/CDS-PP três.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.