Candidata do PSD à Câmara das Lajes das Flores assume criação de emprego como prioridade

Candidata do PSD à Câmara das Lajes das Flores assume criação de emprego como prioridade

 

Lusa/ AO Online   Regional   27 de Ago de 2017, 11:38

A candidata do PSD à Câmara Municipal das Lajes das Flores, nos Açores, Esmeralda Câmara Lourenço, assume como prioridade a criação de emprego, com vista à fixação de população no concelho.

“As prioridades são fomentar a criação de postos de trabalho e dar um rumo ao concelho. Acho que o concelho neste momento está completamente perdido no tempo. Não se sabe o que se espera para amanhã e temos de pensar no futuro. Queremos um concelho com futuro”, adiantou, em declarações à Lusa.

Para a candidata social-democrata, o município das Lajes das Flores deve fomentar a economia no concelho, tendo por base três pilares: turismo, ambiente e agricultura e pescas.

“Em primeiro lugar, queremos um gabinete do empreendedor. Temos de atrair investimento privado e criar pequenas empresas, que sejam geradoras de postos de trabalho. Estamos num concelho em que a única política de emprego são os programas ocupacionais. Temos de acabar com isto. Este concelho economicamente está parado”, frisou.

Para além da perda de população, Esmeralda Câmara Lourenço disse estar preocupada com a perda de empresas, alegando que são as pequenas empresas que geram emprego.

“Tem vindo a perder população e empresas. É um concelho que há oito anos tinha pouco mais de 300 empresas e agora tem entre 250 e 260”, apontou.

A candidata do PSD propõe a limpeza dos trilhos pedestres registados, o ajuste dos incentivos à agricultura e às pescas e a criação de um plano de reabilitação urbana.

“Sendo o turismo um dos pilares alavancadores da economia, temos como prioridade criar incentivos à reabilitação urbana do património imóvel degradado, com vista à criação de mais alojamento local de qualidade, dando resposta à grande procura que estamos a ter no turismo. Essa criação de alojamento local será distribuída por todo o concelho, criando riqueza em todas as freguesias. Queremos descentralizar o turismo”, salientou.

Funcionária dos CTT, com 47 anos, Esmeralda Câmara Lourenço candidata-se pela primeira vez à Câmara Municipal das Lajes, na ilha das Flores, tendo já integrado a Assembleia de Freguesia da Fazenda e presidido à Comissão Política Concelhia do PSD nas Lajes.

A militante social-democrata diz que a sua candidatura é um “dever cívico” e defende que “o PSD é um partido de governação e que tem de voltar a governar”.

Nas últimas eleições autárquicas, em 2013, o PS elegeu três mandatos à Câmara Municipal das Lajes das Flores, com 53,87% dos votos, enquanto o PSD conquistou dois mandatos, com 46,13% dos votos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.