Cancelada ligação aérea entre Terceira e São Jorge

Cancelada ligação aérea entre Terceira e São Jorge

 

Lusa/AO Online   Regional   14 de Jan de 2016, 13:05

A transportadora aérea SATA cancelou esta manhã dois voos entre as ilhas Terceira e São Jorge, devido ao mau tempo nos Açores, deixando em terra 150 passageiros, disse à Lusa o porta-voz da companhia.

António Portugal acrescentou que "os 150 passageiros das ligações Terceira/São Jorge/Terceira serão reacomodados em voos de sexta-feira".

Além das ligações aéreas, as condições meteorológicas estão também a afetar os transportes marítimos, mantendo-se encerrados a toda a navegação os portos da Casa, na ilha do Corvo, e o de Santa Cruz, na ilha das Flores, confirmou à Lusa o comandante do Porto da Horta, Diogo Vieira Branco, acrescentando que a autoridade marítima "mantém o acompanhamento da situação".

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou os grupos oriental e central dos Açores, a partir da madrugada de sexta-feira, sob aviso vermelho devido à previsão de chuva e vento forte.

Segundo o IPMA, o grupo oriental (São Miguel e Santa Maria) e o central (Terceira, São Jorge, Graciosa, Pico e Faial) vão estar sob aviso vermelho entre as 03:00 e as 15:00 de sexta-feira devido à previsão de chuva e vento forte.

O aviso vermelho, o mais grave de uma escala de quatro, é identificado pelo IPMA como uma situação meteorológica de risco extremo, devendo as pessoas acompanhar a evolução das condições meteorológicas e seguir as orientações da Proteção Civil.

Os dois grupos dos Açores vão estar sob aviso laranja a partir das 12:00 de hoje e até às 03:00 de sexta-feira devido à chuva e vento, passando a partir dessa hora a aviso vermelho.

Os dois grupos estão igualmente em situação de aviso amarelo relativamente à agitação marítima, prevendo-se ondas com seis a oito metros, entre as 00:00 e as 15:00 de sexta-feira.

Na quarta-feira, o IPMA anunciou que o ciclone tropical 'Alex' deve atingir os Açores na madrugada e na manhã de sexta-feira, situação que pode originar fenómenos extremos de chuva, vento e agitação marítima.

Entretanto, o meteorologista da delegação regional do IPMA Carlos Ramalho indicou hoje que o ciclone vai passar a furacão e atingir o grupo central na sexta-feira.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.