Presidenciais

Campanha recorda aos emigrantes que nova lei alarga universo de eleitores

Campanha recorda aos emigrantes que nova lei alarga universo de eleitores

 

Lusa/AO online   Nacional   18 de Nov de 2010, 16:17

Uma campanha de apelo ao recenseamento eleitoral, em curso, e outra de incitação ao voto são algumas das acções através das quais o Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP) está a incentivar os emigrantes a participar nas eleições presidenciais.
“A nova lei [Eleitoral do Presidente da República] alarga o universo dos eleitores e permite a muitos jovens que não estavam inscritos inscreverem-se e votarem”, recordou Paulo Marques, da Comissão da Participação Cívica e Política do CCP.

Uma campanha a passar nos órgãos de comunicação social (OCS) locais e alguns nacionais apela aos portugueses residentes em qualquer país estrangeiro, “desde a África do Sul, à Europa, Macau ou Venezuela, que para votar têm de estar inscritos, o que podem fazer até 60 dias antes das eleições”, marcadas para 23 de Janeiro de 2011.

“Quem já está inscrito, não precisa inscrever-se novamente”, referiu Paulo Marques, que louvou o envolvimento nesta campanha, além dos OCS, dos 70 conselheiros nas respectivas comunidades de que fazem parte com acções muito localizadas, “próximas das comunidades”.

Depois da campanha para o recenseamento, arranca no dia 24 de Novembro “uma campanha também mundial de incitação ao voto”, adiantou Paulo Marques.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.